Notícias


TRT/RJ recebe alunos do Colégio Realengo

 

O Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região (TRT/RJ) recebeu, nesta quarta-feira (25/10), 24 alunos do curso técnico de Administração do Colégio Realengo. A visita faz parte do programa Justiça do Trabalho de Portas Abertas – criado pela Comissão Permanente de Responsabilidade Socioambiental (CPRSA) do TRT/RJ -, que consiste em apresentar durante visitas guiadas o funcionamento do Regional Fluminense, aproximando o Judiciário Trabalhista da sociedade.

Pela manhã, o grupo visitou a 58ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro, situada no Fórum da Lavradio. No local, os estudantes ouviram as explicações do juiz André Villela sobre as fases de tramitação de um processo trabalhista, objetivos de uma audiência e a rotina de uma secretaria. Na sequência, assistiram a uma audiência presidida pelo juiz substituto Paulo César Moreira Santos Júnior.

Segundo o coordenador dos cursos técnicos do Colégio Realengo, Robson Valente, as visitas são uma importante oportunidade de os alunos vivenciarem o que eles aprendem em sala de aula. “Eles conseguem aliar a teoria aprendida em sala de aula com a prática do dia a dia. Além disso, podem entender melhor as possibilidades que o mercado oferece e definir melhor o futuro profissional”, assinalou o professor.

Em seguida, os alunos assistiram outra audiência na 49ª VT e se dirigiram ao prédio-sede do Regional Fluminense. No local, conheceram a Presidência, a Corregedoria e assistiram a sessões da 7ª e da 10ª Turma.

Na sequência, tiveram a oportunidade de simular um julgamento no plenário Délio Maranhão, onde ocorrem as sessões do Tribunal Pleno e do Órgão Especial do TRT/RJ. A presidente em exercício do TRT/RJ e da CPRSA, desembargadora Rosana Salim Villela Travesedo, improvisou com os alunos os papeis desempenhados pelos desembargadores, advogados e Ministério Público do Trabalho.

A aluna Clara Nunes Soares, 16 anos, afirma ter interesse em cursar Direito futuramente e considerou a oportunidade valiosa: “Causa muita emoção ver de perto como funciona o Judiciário e os diversos setores que o compõem. Só conhecia pela TV”.

Também entusiasmado, Juan Pablo de Lima Souza, 17 anos, declarou que a visita o ajudou a abrir novos horizontes. “Eu não sabia que tinha uma Justiça só para isso: cuidar de causas trabalhistas. Foi interessante ver como cada um tem sua importância. Juízes e desembargadores e demais partes envolvidas são igualmente importantes e formam uma Justiça com atuação no pais todo”, concluiu.

 

Fonte: TRT/RJ



Mais Notícias



VOLTAR